Bruno Monteiro

Bruno Monteiro, Violino

Considerado pelo jornal Público como sendo “sem dúvida, um dos melhores violinistas portugueses da atualidade” e pelo semanário Expresso como “um dos violinistas portugueses com maior visibilidade”, Bruno Monteiro é reconhecido internacionalmente como um destacado violinista da sua geração. A Fanfare Magazine descreve-o como tendo um “som de ouro polido” e a Pizzicato classifica as suas atuações como “tecnicamente e expressivamente extraordinárias”. A Strad caracteriza a sua forma de tocar como “ardente e heroica” e a MusicWeb International afirma que as suas interpretações atingem um “equilíbrio quase perfeito entre o expressivo e o intelectual”. Finalmente a Gramophone elogia a sua “segurança e eloquência infalíveis”.

Lidera uma intensa atividade concertistica, apresentando-se em recital, como solista com orquestra e em música de câmara nas mais destacadas salas de concerto e festivais de música em Portugal. No estrangeiro, atuou em Espanha, França, Itália, Holanda, Alemanha, Reino Unido, Áustria, Roménia, Bulgária, Ucrânia, Israel, Dinamarca, Filipinas, Malásia, Coreia do Sul e Estados Unidos. Em muitos destes países, tocou em prestigiadas salas como o Palácio Cibeles e a Casa de America de Madrid, a Musikverein de Viena, o Centro Cultural de Bucareste, o Bulgaria Hall em Sofia, a Filarmonia de Kiev, o Felicja Blumental International Music Festival em Telavive, o Kennedy Center de Washington D.C. e o Carnegie Hall de Nova Iorque. No domínio do recital, apresenta-se desde 2002 com João Paulo Santos. Tocou como solista com a Filarmonia das Beiras, Orquestra do Norte, Orquestra Sinfónica de Palma de Maiorca, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra Sinfónica Portuguesa e a English Chamber Orchestra, entre outras.

A sua recente discografia inclui a integral da obra para Violino e Piano e Violino Solo de Fernando Lopes-Graça para a Naxos, CD este elogiado pelas mais importantes revistas e jornais da especialidade em todo mundo e, para a Brilliant Classics, a integral da obra para Violino e Piano de Karol Szymanowski (Escolha do Editor na Revista Ritmo de Madrid e CD da Semana (Março de 2018) na Revista Forbes), a integral da obra para Violino e Piano de Erwin Schulhoff (Escolha do Editor na Revista Ritmo e álbum nomeado na Classical Candor (EUA)para a lista das Gravações Favoritas de 2016) e ainda a Sonata para Violino e Piano e o Trio para Piano, Violino e Violoncelo de Guillaume Lekeu, gravação esta que mereceu os maiores elogios da crítica musical especializada por toda a Europa, nos EUA, Canadá e Brasil. Em 2020 a Etcetera Records produziu e editou a sua gravação com a música para violino e piano de Igor Stravinsky, registo este que uma vez mais alcançou as mais elevadas distinções da crítica nacional e internacional.

Bruno Monteiro cursou a Manhattan School of Music de Nova Iorque como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e do Centro Nacional de Cultura, tendo-se aperfeiçoado posteriormente em Chicago com Shmuel Ashkenasi com bolsas do Ministério da Cultura e da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Partilhar
Default image
Bruno Monteiro
info@bruno-monteiro.com
Articles: 4