Sofia Ó (São Paulo, 1991) é bailarina e antropóloga. Atua como criadora, performer, investigadora, orientadora de práticas, preparadora corporal e autora.

Iniciou sua formação em dança em 1994, tendo passado pelo Estúdio de Ballet Cisne Negro, Escola de Danças de São Paulo, Estúdio Oito Nova Dança (BR) e c.e.m – centro em movimento (PT), entre outros.

É Bacharela e Mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, autora de Teatro de Dança Galpão: experimentações em dança e práticas de resistência durante a ditadura civil-militar no Brasil (Ed. Prismas, 2016).

Em 2016, foi intérprete convidada nas intervenções urbanas Esquiva, da Cia. Oito Nova Dança (São Paulo).

Em 2017 e 2018, integrou O RISCO DA DANÇA, no c.e.m – centro em movimento (Lisboa), onde permaneceu em estágio de criação até 2019.

Em 2018, obteve a Bolsa Jovem Criador em Dança, do Centro Nacional de Cultura (Portugal). Criou e performou a instalação em dança Escavação, desenvolvida e apresentada em 2018 e 2019 no Museu do Aljube (Lisboa), e no festival Pedras`19.

Em 2019-2020, orientou práticas de movimento no c.e.m – centro em movimento (Lisboa).

Em 2020, concebeu e performou a videodança Cartas Adiadas, com apoio do Itaú Cultural, apresentada na Mostra Arte Como Respiro do Itaú Cultural e no SESC Av. Paulista (online).

É diretora artística do álbum-filme TUDO COMEÇA QUANDO EXPLODE, de Raul Misturada, lançado em 2021.

É criadora e bailarina no solo O Nome Mais Belo do Medo, com direção de Duda Maia e orientação de Sofia Neuparth, a estrear em Lisboa, 2022, com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do c.e.m – centro em movimento.

Partilhar
Default image
Sofia Ó
oasofiao@gmail.com
Articles: 3